Simplificando a complexidade: Uma batalha sendo travada nos bastidores

Text

Com a recente publicação do relatório Navigating Digital Payments da Ingenico, é possível concluir que o setor de pagamentos está mais complexo do que nunca: um verdadeiro embaraço de soluções inovadoras vem expandindo experiências e novas formas de resolver problemas antigos (ou problemas que nem sabíamos que existiam). Porém, nesse universo em expansão, repousa um paradoxo. Colocado contra um universo exponencialmente complexo, a experiência demandada pelos comerciantes e seus clientes é exatamente o oposto. Pense de forma mais simples, ágil e sem atrito.  Existe uma ambição admirável em relação as soluções inovadoras dos meios de pagamento, porém, há pouco conhecimento da batalha sendo travada nos bastidores. 

Entretanto, e aqui está a parte interessante, este universo expandido e complexo pode ser dominado. Bem, talvez o termo dominado seja muito otimista. Talvez uma suavização das bordas, ou uma melhor união, seja mais viável. 

Ao aprofundar nesse desafio, a Comunidade Científica concluiu no relatório mais recente Navigating Digital Payments a existência de três dualidades importantes na batalha entre simplicidade e complexidade no mundo dos pagamentos atual. Confira:

  • Unificação Dominando a Diversificação - Como será possível dominar a proliferação de modelos, soluções e tecnologias comerciais para criar soluções diretas e sustentáveis? 
  • Interações Ininterruptas em Meio à Digitalização Acelerada - Como podemos desenvolver soluções seguras e inclusivas que permitam novas experiências em loja e pagamentos autônomos? 
  • Confiança Implícita a partir das Regulamentações - Como o cenário regulatório e a proteção da privacidade podem ser adotados de forma a permitir economia de dados e confiança no ponto de venda? 

 As dualidades citadas acima representam a essência da tensão entre a simples demanda e a realidade complexa existente nos pagamentos. Estas fronteiras são testadas diariamente, desafiadas e, algumas vezes, ousamos dizê-lo, reconciliadas. 

Considerando a questão da diversificação de soluções, a cada dia surge uma nova ideia brilhante ou uma forma inovadora de emprego de uma tecnologia. Todas essas soluções são interessantes e bem-intencionadas quando considerado individualmente, porém, quando adicionamos ao barco de outras boas ideias, pode ficar confuso escolher qual adotar ou implementar. No entanto, com o benefício da integração facilitada, maior colaboração, parcerias mais consistentes e ecossistemas de soluções em expansão ou, melhor ainda, serviços conectados unidos através de jornadas comuns dos clientes, as coisas podem ser simplificadas. 

Considere a jornada de soluções oferecidas aos comerciantes de hospitalidade por meio dos novos terminais Axium da Ingenico. Através do Axium é possível pagar a conta de sua refeição utilizando meio sem contato (ou até mesmo um pagamento alternativo como o AliPay), obter seu recibo digital via e-mail, acrescentar pontos ao seu esquema de fidelidade com Joyn e, até mesmo pedir um taxi para casa utilizando o MyTaxi. Quatro atividades diferentes, presentes na mesma jornada, habilitadas por um ecossistema crescente de soluções que podem ser oferecidas e gerenciadas pelo proprietário do estabelecimento, seja ele adquirente, banco ou revendedor.  

O que fica claro no exemplo acima e que pode ser observado no mercado é que as inovações por trás de cada uma dessas soluções são pensadas menos em como projetar soluções pontuais de objetivo único. Em vez disso, desenvolvedores estão considerando muito mais a criação de experiências digitais que funcionem bem com os outros e agreguem valor como parte de um amplo conjunto de atividades.    

Retrocedendo alguns anos, isso era simplesmente difícil e exigia muito tempo, esforço e custo para realizar. Entretanto, com a flexibilidade de uma plataforma Android da Ingenico, combinada a uma loja de aplicativos lotada de soluções e uma rede de parceiros, o que antes constituía um desafio, está se tornando uma coisa habitual. Com esse tipo de pensamento combinado, é possível apostar na complexidade, que não atrapalhará uma escolha simples. 

Author
Simon Fairbairn

Simon Fairbairn

Head of Professional Services, EMEA at Ingenico

As the Professional Services lead for EMEA, Simon Fairbairn's role is to help our customers look to the future, craft strategies to develop their business and apply technologies and services to reinvent and re-imagine how they make good on their payment vision. 

Também em Customer experience

11 Dec 23
Sustentabilidade: uma jornada para garantir o futuro
11 Dec 23
Programa StartupIN: unindo forças para inovar
28 Nov 23
Innovation Breakfast: insights, inovação e colaboração
01 Nov 23
Três tendências tecnológicas sobre o futuro dos meios de pagamento
23 Oct 23
Aproxime, pague, siga: A revolução dos pagamentos sem cartão no Brasil
18 Sep 23
Como o modelo ‘Compre Agora Pague Depois’ vai mudar o varejo
18 Aug 23
Como a tecnologia de SoftPOS pode revolucionar os pagamentos e apoiar pequenos comércios
08 Aug 23
Como reduzir o Time to Market em meios de pagamentos através de uma consultoria de Professional Services
prev next